Com pensamento único em não desestabilizar o elenco do Guarani que busca a permanência na Série B, situação e oposição devem oficializar nas próximas horas um acordo para que na Assembleia de Sócios marcada para a próxima segunda-feira não aconteça a votação de impeachment dos 5 integrantes do Conselho de Administração do clube: Ricardo Moisés, Assis Oliveira, Marcos Lena, Gilberto Moreno e Carlos Queiroz.

A ideia do grupo de oposição é manter a reunião para ouvir os esclarecimentos do Conselho de Administração e votar o impeachment após o final da Série B.

Fonte: CBN Campinas

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

“Não é esse caos”, diz ministro do desenvolvimento sobre óleo em AL

Ministro do Desenvolvimento está em Alagoas. Foto: Evandro Amorim/ TV Ponta Verde Quase do…