Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 9 de dez de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Roger Vivier explora um novo universo. A marca francesa de calçado de luxo, propriedade do grupo italiano Tod’s, adiciona um novo segmento ao seu portefólio, lançando a sua primeira coleção de joias. Para assinalar o momento, escolheu como musa a modelo anglo-cipriota Sophia Hadjipanteli, conhecida pela sua famosa monocelha.
 

SophiaHadjipanteli desvenda as primeiras joias da marca de calçado – Roger Vivier

A Tod’s adquiriu em 2017 a Roger Vivier, que produzia e distribuía sob licença desde 2011. Uma operação que revelou ser um bom negócio desde o início, uma vez que a marca cresceu constantemente até hoje, altura em que representa 21% das vendas totais do grupo de Diego Della Valle.
 
Nos últimos nove meses, foi ainda a única marca na galáxia Tod’s que registrou um aumento, com o volume de negócios que cresceu 13% (+11,4% a taxas de câmbio constantes), para 144 milhões de euros, passando de 39 lojas próprias em 2017 para 57 dois anos depois, às quais se somam dez lojas em franchise.

Parece, portanto, fazer sentido para a marca, cujo potencial de crescimento ainda é muito promissor, diversificar-se para outras categorias de produtos. Ao longo das estações, a sua oferta foi enriquecida com carteiras, cintos e pequenos acessórios em couro. Agora, chegou a altura das joias, com uma coleção de pulseiras, gargantilhas, brincos, tiaras e ganchos de cabelo.

O diretor criativo Gherardo Felloni reinventou as fivelas retangulares “Broche” com cristais inspirados no Palácio de Versalhes, que fabricava desde a sua primeira coleção de sapatos. Também imaginou duas novas fivelas, uma em strass, chamado “Brochamour”, com pequenos corações em cristais vermelhos em vez de flores, e a “Bouquet Strass”, com motivos vegetais cobertos com cristais que formam um bouquet.

As fivelas dos sapatos inspiraram a coleção de joias – Roger Vivier

 
A coleção é fabricada na Itália, nos ateliers da marca, onde já são desenvolvidas as famosas fivelas-joia dos sapatos. Os preços variam de 230 euros para algumas pulseiras a 680 euros para os brincos decorados com grandes cristais.
 
Esta coleção primavera-verão 2020 será distribuída nas lojas da marca, mas também junto dos seus parceiros multimarca e no seu e-commerce. A cada mês, será lançada uma diferente categoria de joias até chegar a próxima primavera.
 
O lançamento será acompanhado por uma campanha especial, cujo rosto é Sophia Hadjipanteli, uma modelo anglo-cipriota de 22 anos conhecida pelo seu ativismo e pela sua monocelha, o seu sinal distintivo e um verdadeiro manifesto de diversidade. As suas fotografias com as joias da Roger Vivier começaram a ser divulgados nas redes sociais e no Instagram da marca desde sábado, 7 de dezembro.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Fonte: FashionNetwork

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Moda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Tarifa do VLT da Baixada vai a R$ 4,55. Reajuste também nos ônibus

Neste domingo, 26 de janeiro de 2020, sobem as tarifas em cinco regiões metropolitanas ger…