Até o próximo dia, 23 de dezembro, as lojas no comércio da área central de Campinas estarão abertas até ,às 22 horas, para atender a demanda de consumidores. Para tanto os lojistas foram obrigados a contratar mão de obra temporária. Na maioria das lojas o número de contratados foi o mesmo que o do ano passado. Em outras houve diminuição.

Em uma loja de variedades localizada na Rua José Paulino a gerente, Lucia Sartori, explicou que o número de contratados foi o mesmo de 2018. Já em uma tradicional loja de calçados no calçadão da Rua Treze de Maio as contratações temporárias foram encerradas em novembro e segundo o gerente do estabelecimentos, Márcio Antunes, neste ano o número foi menor.  Em uma outra loja do calçadão da treze especializada em moda jovem a gerente Cibele Vinicius, preferiu não gravar entrevistas , mas, explicou que foram contratados 30 temporários. Ela explicou também que eles estão trabalhando com os colabores fixos em três turnos diários.

Um dos grandes problemas para o consumidor na área central é a falta de estacionamento. Para o gerente de banco Douglas Rodrigues, é muito complicado estacionar no centro.

Para tentar minimizar o problema do estacionamento na área central neste período de festas de final de ano, a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas, Emdec, liberou o estacionamento em 10 ruas. Porém, a medida só é válida para o período noturno à partir das 18 horas.

Para atender a demanda de consumidores vários estacionamentos particulares, também, estão esticando o horário até às 23 horas. Porém é bom pesquisar, pois a média de preço varia de R$ 10 à R$ 22 a hora parada.

Fonte: CBN

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Tarifa do VLT da Baixada vai a R$ 4,55. Reajuste também nos ônibus

Neste domingo, 26 de janeiro de 2020, sobem as tarifas em cinco regiões metropolitanas ger…