Quer receber as principais Notícias de Campinas e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.
Homem é preso após assaltar duas lanchonetes e igreja, além de agredir fiel em Campinas.

Homem é preso após assaltar duas lanchonetes e igreja, além de agredir fiel em Campinas.

Um homem de 37 anos foi preso suspeito de assaltar duas lanchonetes e tentar roubar integrantes de uma igreja evangélica na noite desta segunda-feira (12) em Campinas (SP). Os casos ocorreram no Parque Universitário.

Ao entrar no templo cristão, o suspeito chegou a agredir uma mulher, que caiu sobre cadeiras e machucou o braço, segundo testemunhas disseram à EPTV, afiliada da TV Globo.

Uma das pessoas presentes na igreja no momento do crime contou como foi a chegada do assaltante, identificado como Rodrigo Lima.

“Eu vi o indivíduo chegando. Ele falou assim pra mim: ‘Eu vim assistir o culto’. Eu falei pra ele: ‘Mas é um culto fechado’. Ele me empurrou e simulou que estava armado”, disse, sem se identificar.

Os integrantes da igreja conseguiram avisar a polícia do assalto. Policiais da Rocam (ronda ostensiva com auxílio de motocicletas) que circulavam pelo bairro foram até a igreja e encontraram o homem no chão lutando com uma das vítimas.

Homem é preso após invadir lanchonetes e igreja, em Campinas. — Foto: Reprodução/EPTVHomem é preso após invadir lanchonetes e igreja, em Campinas. — Foto: Reprodução/EPTV

Homem é preso após invadir lanchonetes e igreja, em Campinas. — Foto: Reprodução/EPTV

Dois roubos antes

Antes de invadir a igreja, o criminoso assaltou uma lanchonete no mesmo bairro. Ele rendeu o atendente, ameaçou a vítima com uma arma falsa e fugiu levando uma quantia em dinheiro.

No momento em que prendiam o ladrão, a PM ficou sabendo que o suspeito teria roubado outro comércio na mesma noite.

“No momento da detenção do individuo, chegou uma terceira vitima informando também que ele teria roubado o estabelecimento comercial dele. Uma outra lanchonete, que fica na mesma região, do Parque Universitário”, afirma o policial militar Fabio Juliano Silva.

O homem de 37 anos foi levado para a 2ª Delegacia Seccional, onde confessou o crime e contou para a Polícia Militar que comprou drogas com o dinheiro roubado nos comércios. O G1 tentou contato com o advogado de Lima, mas a Polícia Civil não soube informar se ele já tem defensor.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Taboão da Serra participou do Encontro dos Procuradores Legislativos em Campinas

Leandro Barreira O procurador da CMTS, Dr. Augusto Lewin foi um dos palestrantes no Encont…