A licitação do transporte coletivo urbano de Campinas sofreu um novo revés, agora por conta de uma liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública ao Ministério Público, que solicitou a paralisação de todo o processo pois há a suspeita de direcionamento a alguma ou algumas empresas.

No mês passado, o Tribunal de Contas do Estado já tinha suspendido a licitação por conta de questionamentos feitos por duas empresas. Agora, a prefeitura e a Emdec terão 180 dias para fazer consultas populares e audiências públicas para responder às questões do Ministério Público. De acordo com o MP, não houve participação da população no processo.

Vários questionamentos foram feitos pelo Ministério Público e que deveriam ter sido respondidos pela Emdec, mas recebeu a resposta que não poderia esclarecer nada pois havia “sigilo de estudos”. Quais seriam esses sigilos, já que o edital foi copiado de São Paulo?

Então por conta disso, tudo continuará parado até que todos os questionamentos sejam devidamente respondidos. Muito provavelmente neste ano não deverá sair nada dessa licitação.

Da Redação ODC.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Share RH divulga oportunidade(s) para Analista de Gestão de Fornecedores de TI

Principais Responsabilidades Executar atividades relacionadas a gestão de contratos e forn…