Menino de 11 anos foi encontrado no quarto pela mãe; suspeita é de que causa da morte tenha sido inalação de gás

Divulgação

Menino de 11 anos foi encontrado no quarto pela mãe; suspeita é de que causa da morte tenha sido inalação de gás

O relatório do médico aponta que o garoto de 11 anos que morreu na última terça-feira em Hortolândia inalou gás de desodorante aerossol. A informação é do delegado que preside o inquérito, Luis Antonio Loureiro Nista, da Delegacia do Município de Hortolândia, onde o caso é investigado. De acordo com Nista, o laudo do exame necroscópico feito pelo Instituto Médico Legal (IML) de Americana ainda não está pronto, mas os policiais tiveram acesso ao documento emitido pelo médico que atendeu a criança. “Conversamos com a família e a mãe contou que ele estava sem celular havia três meses, inclusive a mãe e o padrasto prometeram dar um de presente no Natal. Ele usava o da mãe só para joguinhos”, contou o delegado.

A suspeita de que o garoto tenha feito o “desafio do desodorante” se deu após o padastro cheirar o colchão sobre o qual o garoto foi encontrado pela família. A brincadeira fatal é difundida entre crianças e adolescentes na internet e consiste em inalar o aerossol, fechar a boca e o nariz e ficar o máximo de tempo sem respirar. Segundo especialista, a grande quantidade de aerossol atinge a corrente sanguínea e em contato com os glóbulos vermelhos pode se tornar fatal. A família contou para a polícia de que teve informações de que o menino fazia a brincadeira na escola. 

Escrito por:

Alenita Ramirez

Fonte: RAC

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

GE divulga oportunidade(s) para Estágio em Supply Chain – GE – Campinas/SP

Resumo da Função: Terá a oportunidade de desenvolver diversos papéis dentro das áreas de o…