Quer receber as principais Notícias de Campinas e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Representantes da Petrobras e do Sebrae estiveram na Universidade Estadual de Campinas na última terça-feira (6)

Na última terça-feira (6), a Petrobras e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o edital Petrobrás Conexões para Inovação – Módulo Startups. A iniciativa busca tecnologias que possam solucionar problemas em gás, energia e petróleo.

As inscrições para o edital terminam em 5 de setembro, com aporte total de até R$ 10 milhões de reais para os projetos selecionados. Entre os desafios estão temáticas no escopo de nanotecnologia, novas energias, catalisadores, tecnologias digitais, corrosão e captura e armazenamento de gás carbônico.

“É fundamental realizarmos esse tipo de evento na Unicamp, uma universidade reconhecida por sua contribuição em inovação e empreendedorismo”, salienta o professor Newton Frateschi, diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, órgão responsável por estimular parcerias e convênios em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).

A iniciativa também teve a participação do professor Denis José Schiozer, diretor do Centro de Estudos de Petróleo (Cepetro) da Unicamp, que expôs a experiência com parcerias firmadas pela unidade, com mais de R$ 300 milhões em projetos aprovados nos últimos anos. “Estamos à disposição daqueles que desejarem firmar parcerias conosco”, ressalta o docente.

Pilares

A parceria com a Petrobras e o Sebrae pode ocorrer tanto a partir da conexão com startups ou micro e pequenas empresas inovadoras, como por meio de três pilares: startups, micro e pequenas empresas e instituições de pesquisa. Assim, a Unicamp e o Cepetro podem auxiliar na formatação de projetos de pesquisa para o edital.

Alfeu Cabral, primeiro vice-diretor do Sebrae Campinas, destacou o potencial das startups e das pequenas e microempresas da região para atender, de maneira inovadora, as demandas de mercado. “Que tenhamos vários projetos entre os selecionados”, enfatiza.

O consultor em Gestão Tecnológica do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes) da Petrobras e responsável pelo programa, Ricardo Ramos, comentou a importância de conectar a estatal a startups e pequenas empresas oriundas da universidade.

“Reconhecemos a Unicamp como um polo de excelência em tecnologia e inovação no Brasil. Prova disso são as parcerias de sucesso que já foram firmadas com a universidade”, aponta.

Os projetos selecionados devem ser conhecidos em 19 de novembro. A previsão de início das parcerias é projetada para meados em 2020. Além do apoio financeiro dado pelo programa, as propostas aprovadas receberão assessoria e suporte em empreendedorismo oferecidos pelo Sebrae e apoio da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na formatação do modelo de negócios.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Pai mata filho de 2 anos enforcado e comete suicídio em Minas Gerais

No horário do crime, Evandro normalmente estava trabalhando, mas teria decidido ficar com …