Nativa de Madagascar, tendo em seguida se espalhado pela zona tropical da África continental, a árvore alcança até 12m de altura

Leandro Ferreira/AAN

Nativa de Madagascar, tendo em seguida se espalhado pela zona tropical da África continental, a árvore alcança até 12m de altura

A florada dos flamboyants anuncia que a Primavera chegou à metade e temos mais dois meses de floradas pela frente. Os mais apaixonados pela natureza costumam dizer que estas flores “incendeiam” a Primavera porque surgem no auge da estação. Em Campinas, as flores destas belas árvores já mostram suas cores tanto nas praças, jardins e canteiros da área urbana, como nos campos abertos da área rural.

O poder de “incendiar” com suas cores está na origem do nome. Flamboyant é uma palavra francesa que vem do latim “flammare”, cujo significado é incendiar. Por isto, a árvore recebeu esse nome: devido ao vermelho vivo característico de suas flores.
Dionete Santin, engenheira agrônoma e botânica, disse que a florada do flamboyant surge neste período do ano e anuncia também a chegada do fim de ano. “É uma árvore especial porque tem entre suas características a florada no auge da Primavera”, disse.

A agrônoma lembrou que tem uma música, cuja letra diz: “A toda turma padece quando floresce o flamboyant” e que esta música tornou-se um hino dos estudantes de agronomia na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), da Universidade Estadual de São Paulo (USP), em Piracicaba. “Significa que toda a turma vai passar por mais um semestre e mais um ano porque o flamboyant floresceu e vai terminar mais uma etapa”, explicou.
O flamboyant é considerado uma das árvores mais belas, devido ao colorido intenso das flores.

Dionete disse que sua copa é muito ampla, em forma de guarda-chuva, e pode ser mais larga do que a própria altura da árvore.

Frondosa, a árvore possui tronco forte e um pouco retorcido, podendo alcançar aproximadamente 12 metros de altura. São compostas por flores grandes, vermelhas ou alaranjadas. “A árvore se destaca pela beleza das flores vermelhas e apresenta variedades em tons mais claros”, afirmou.

Segundo a agrônoma, cada flor tem um cálice com cinco sépalas e uma coroa com cinco pétalas. Possui frutos, tipo vagem, que atingem cerca de 50 centímetros e tornam-se marrons quando maduros.

África

A planta foi descoberta na ilha de Madagascar, na África, por um botânico francês em 1824. As primeiras mudas do flamboyant foram trazidas ao Brasil no início do século 19 e é ideal para ser cultivada em campos abertos. Adaptou-se muito bem em toda a América tropical, sendo muito popularizada nas ilhas do Caribe. No Brasil, é usada na arborização de ruas e praças.

Dionete Santin, engenheira agrônoma e botânica, disse que, devido à beleza das flores, a árvore tem forte apelo paisagístico. “É recomendada para cultivo em parques, grandes jardins e campos abertos, isto porque, as raízes podem danificar as calçadas, redes de esgoto, muros e construções nas cidades”, afirmou. “Seu uso na arborização urbana fica recomendado apenas a parques e grandes espaços. Uma boa opção é plantar a Caesalpinia pulcherrima, que é semelhante ao flamboyant, porém com porte menor e sem o problema das raízes”, disse. 

Escrito por:

Gilson Rei

Fonte: RAC

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Share RH divulga oportunidade(s) para Analista de Gestão de Fornecedores de TI

Principais Responsabilidades Executar atividades relacionadas a gestão de contratos e forn…