https://www.portalcbncampinas.com.br/wp-content/uploads/2019/10/ASFALTO-NAS-AVENIDAS_FLAVIO_14102019.mp3

Em março deste ano, a Prefeitura de Campinas lançou o programa “Asfalto Novo” com a promessa de recapear 200 quilômetros de vias públicas na cidade. O prazo estabelecido para a conclusão foi de 12 meses. O investimento anunciado na ocasião foi de R$ 20 milhões, por meio de um convênio junto à agência Desenvolve SP, do Governo do Estado de São Paulo. Com o dinheiro, a prefeitura comprou cerca de 60 mil toneladas de massa asfáltica. Já a mão de obra ficou a cargo da Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

Para receber o recapeamento foram priorizadas ruas e avenidas que comportam tráfego intenso de veículos, itinerários de ônibus e onde o asfalto é mais antigo e está muito desgastado. Na manhã desta segunda-feira, a reportagem CBN percorreu algumas dessas vias. Entre elas, as avenidas Prestes Maia, Moraes Sales, Norte Sul e Júlio Prestes.

Passados mais de seis meses do anúncio do programa “Asfalto Novo”, o pavimento dessas avenidas continua como estava. A avenida Prestes Maia é a mais prejudicada. Nos dois sentidos da avenida, desde o entroncamento com a avenida João Jorge até o trevo Sergio Motta, há muitos remendos e ondulações, principalmente nos pontos de ônibus. O motorista de ônibus Adailton de Souza avaliou como péssima a condição da via.

Em nota, a Prefeitura de Campinas esclareceu que atualmente a operação “Asfalto Novo” está ocorrendo na Avenida Professora Dea Ehrhardt Carvalho, na região do Gramado. A Avenida Prestes Maia será a próxima via a passar por recapeamento, o que deve ocorrer até o final deste mês. A Avenida Moraes Sales será recapeada no trecho que vai do Viaduto Laurão até a altura do Ventura Mall, incluindo as alças de acesso. O trabalho também será iniciado em novembro.

A Avenida Júlio Prestes será inteira recapeada e a Norte-Sul em alguns trechos, que estão mais desgastados – por exemplo, entre a Rua dos Alecrins e a Av. Cel. Silva Telles. O recapeamento das duas avenidas será feito este ano.

Fonte: CBN Campinas

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Estádio da Mogiana é tombado pelo Condepacc

Cedoc/RAC A decisão não impedirá que o governo do Estado venda o centro esportivo, mas cri…