Há muitas coisas que podem ajudá-lo a exercitar seu cérebro e mantê-lo saudável, mas pouca gente procura se informar sobre se a dieta também desempenha um papel crucial na redução do risco de desenvolver a demência e a doença de Alzheimer. Um estudo recente mostrou que um tipo de regime específico, chamado dieta da mente (mind diet, em inglês), pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver essas doenças.

No Incrível.club, após uma extensa pesquisa, reunimos os principais elementos nutritivos que você deve incluir em sua dieta para ter um cérebro forte e outros que precisa evitar.

Alimentos saudáveis ​​para o cérebro

1. As bagas são as frutas número um para consumir

As bagas são ricas em flavonoides, substâncias muito benéficas para o cérebro. Em um estudo realizado durante 20 anos, com milhares de pessoas consumindo várias frutas, os pesquisadores descobriram que quem consumia principalmente bagas apresentou as mais baixas taxas de declínio cognitivo. Então adicione mirtilos, morangos, amoras e cranberries aos seus lanches, pois seu cérebro agradecerá mais tarde.

2. Siga o conselho de sua mãe: coma legumes

Elas estavam absolutamente certas. Os vegetais são bons para a nossa saúde e ajudam a manter o cérebro saudável, por causa de nutrientes como folato, flavonoides, vitamina E e carotenoides. Os legumes e as folhas verdes, como espinafre, couve, alface e rúcula são as melhores opções e demonstraram diminuir a taxa de envelhecimento cerebral. Portanto, não se esqueça de incluir uma salada em sua refeição.

3. Coma castanhas no lanche

Em vez de lanches e doces feitos de alimentos processados, escolha um punhado de nozes ou castanhas cruas ou assadas, com alto teor de vitamina E, que ajudam no funcionamento cerebral. Por causa de seus componentes, como gorduras saudáveis, fibras e antioxidantes, ajudam a manter nossa saúde em geral. Você também pode tentar misturar as castanhas com bagas e fazer um combo de grande impulso cerebral.

4. Use mais azeite cru para cozinhar

Se você já ouviu falar sobre a dieta mediterrânea, sabe que o azeite é o aliado número um de uma refeição boa e saudável. Os médicos recomendam a limitação de qualquer outro óleo ou manteiga, mas sugerem o consumo de azeite de oliva — especificamente o extra-virgem — à sua dieta, que atua como um protetor para o cérebro contra a demência.

5. Adicione peixe à sua mesa ao menos uma vez por semana

Estudos mostraram que as pessoas com mais de 65 anos que comiam peixe constantemente obtiveram melhores resultados em testes de memória, em comparação com aquelas que comiam menos ou nenhum peixe e preferiam a carne. O peixe tem gorduras saudáveis e vitaminas como B6 e B12, que são benéficas para o cérebro. Segundo a dieta da mente, já é suficiente consumir esse alimento uma vez por semana.

Grupos não saudáveis

1. Reduza a carne, principalmente a vermelha, e obtenha sua proteína de feijão, lentilha e soja

Você ficaria surpreso com a quantidade de proteína que nosso corpo consegue obter de outras fontes, além da carne. Especialistas aconselham a redução do consumo de carne o máximo possível, obtendo a proteína que nosso cérebro precisa das leguminosas, como feijão, lentilha e soja, que, além de serem alimentos ricos em proteínas, também contêm muita fibra e vitamina B, necessárias para manter a mente saudável.

2. Diminua o consumo de manteiga, margarina e queijo (é difícil, sabemos!)

Isso é difícil para os amantes de queijo, mas, segundo a dieta da mente, o queijo, especialmente o tipo gordo, deve ser reduzido se quisermos diminuir o risco de desenvolver demência. O mesmo se aplica à manteiga e à margarina — é melhor substituí-las por azeite.

3. Açúcar e sal não são amigos do nosso cérebro

5 Alimentos capazes de combater o mal de Alzheimer e 3 para evitá-lo

Se quisermos melhorar nossa saúde cerebral, retardar o envelhecimento do cérebro e diminuir o risco de declínio cognitivo, devemos definitivamente evitar o açúcar e o sódio o máximo possível. Por um lado, os doces danificam nosso cérebro com o tempo, porque podem levar ao diabetes, que aumenta o risco do desenvolvimento do Alzheimer. Por outro lado, o sal aumenta a pressão arterial, o que pode levar a um AVC e a outros problemas cerebrais.

O queijo pode ser delicioso, mas não é muito bom para o nosso cérebro. Você tem um plano de nutrição para manter seu corpo saudável? Compartilhe seus hábitos alimentares conosco nos comentários.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Gi Group divulga oportunidade(s) para Vendedor Externo – 2025330

Imprescindível experiência com vendas externas (PAP – porta à porta), graduação curs…