Todos nós já ouvimos pelo menos uma vez a metáfora do copo meio cheio, meio vazio. Se você é do tipo que vê o copo meio cheio, temos boas notícias: um novo estudo, publicado na revista da Academia Nacional de Ciências e desenvolvido durante 3 décadas, concluiu que as pessoas otimistas vivem 15% a mais que as pessimistas. Contudo, se você vê o copo meio vazio, os resultados da pesquisa vão te dar um motivo para mudar a sua forma de pensar sobre a vida.

Hoje, o Incrível.club traz os detalhes desta pesquisa. No final do post você vai encontrar um bônus com algumas recomendações para começar a ver o lado bom da vida.

A definição de otimismo e a sua relação com a saúde

“O otimismo é um atributo psicológico caracterizado como a expectativa geral de que coisas boas vão acontecer, ou a crença de que o futuro será favorável porque a pessoa pode controlar os resultados importantes”. Isso está nos primeiros parágrafos do estudo realizado pelos cientistas da Escola Universitária de Medicina de Boston, nos Estados Unidos.

Já existem textos acadêmicos que concluíram que as pessoas com um pensamento positivo têm menos probabilidades de sofrer doenças crônicas e morrer de maneira prematura. A novidade que esse estudo propõe é quantificar essa afirmação e analisar outras variáveis, como, por exemplo, o nível socioeconômico.

Um seguimento de décadas da vida de homens e mulheres

Para realizar esse trabalho foram analisados dados de estudos já existentes que seguiram a vida de alguns participantes durante décadas: um deles foi realizado com 69.744 mulheres e outro com 1.429 homens. Em ambos foram feitas perguntas sobre saúde, mas também foram abordados outros temas, como pensamento e expectativa do futuro.

Esses dados foram cruzados com outros, como os hábitos (se as pessoas fumam, consomem álcool ou fazem dieta, por exemplo) e alguns fatores demográficos (renda, estado civil e outros), para que então os pesquisadores chegassem à conclusão de que existe um vínculo direto entre um maior otimismo e o aumento da longevidade.

A quantidade de tempo extra de vida por ser uma pessoa positiva

Em números, os cientistas determinaram que as mulheres mais otimistas vivem, em média, 14,9% a mais que as pessimistas; em relação aos homens, essa diferença é de 10,9%.

Tanto homens como mulheres com pensamentos positivos têm maiores probabilidades de alcançar idades mais avançadas — segundo o estudo, mais de 85 anos. Nesses casos, a probabilidade de superar essa idade é 1,5 vezes maior para as mulheres, enquanto que para os homens a probabilidade é 1,7 vezes maior.

Os hábitos que fomentam o otimismo

A razão exata para explicar por que as pessoas otimistas vivem mais tempo ainda é desconhecida, mas os cientistas afirmam que ser positivo fomenta hábitos saudáveis, aumenta a resistência a aspectos negativos, ajuda a estipular objetivos e a alcançá-los e serve para resolver problemas.

“A evidência inicial de outros estudos sugere que as pessoas mais otimistas tendem a ter objetivos e confiança para alcançá-los, são mais eficientes na hora de resolver problemas e podem ser melhores para regular suas emoções em situações estressantes”, afirmou Lewina Lee, professora de Psiquiatria na Escola Universitária de Boston e líder da pesquisa.

Bônus: recomendações para ver o lado positivo da vida

Estudos realizados com gêmeos sugerem que por volta de 25% do otimismo (ou do pessimismo) está nos genes. A porcentagem restante está nas atitudes e no pensamento que cada pessoa assume na hora de enfrentar as diferentes circunstâncias da vida. Embora não exista uma receita única para olhar de maneira positiva para a vida, aqui vão algumas recomendações:

  • Escrever todos os dias 3 coisas pelas quais você é agradecido e anotar 3 coisas amáveis que você fez por outras pessoas. Segundo o pesquisador de Harvard, Eric Kim, isso vai te ajudar a ser mais otimista.

  • Pensar em como deveria ser o seu melhor “eu” possível em áreas importantes da sua vida, como a família, casamento e carreira.

  • Dormir bem. “Quando estamos cansados, ficamos mais emocionais, e ficar mais emocional significa ter mais medo”, indicou a psicólogoa clínica Linda Blair.

  • Meditar. De acordo com Chade-Meng Tan, que trabalhava como engenheiro e motivador no Google, esse é o primeiro passo para alcançar o otimismo. Em seu livro ele recomenda que as pessoas registrem os momentos alegres do dia e desejem felicidade aos outros.

Você é do tipo que vê o copo meio cheio ou meio vazio? Em que aspectos da sua vida você gostaria de ser mais otimista? Conte nos comentários.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Estádio da Mogiana é tombado pelo Condepacc

Cedoc/RAC A decisão não impedirá que o governo do Estado venda o centro esportivo, mas cri…