Após longos 70 anos de seu lançamento, em 1943, o famoso livro “O Pequeno Príncipe” ganhou sua primeira versão em braille no dia 9 de dezembro de 2014.

Publicado pelo artista cego Claude Garrandes, com o apoio da Fundação da Juventude Antoine de Saint-Exupéry. Vocês sabiam que existia essa versão em braille?

Muitas pessoas leram esta obra ainda criança, e a existência dele na versão para deficientes visuais, é mais um passo para a inclusão!

309425 496427497037893 1663343395 n - Livro “O Pequeno Príncipe” ganhou sua primeira versão em braille!Imagem Facebook

Segundo a União Mundial de Cegos (WBU), que representa cerca de 253 milhões de pessoas com deficiência visual de organizações em mais de 190 países, de todas as obras literárias no mundo, apenas 5% são transcritas para braille. Isso nos países desenvolvidos. Nos países pobres, essa porcentagem é 1%.

O braille permite que pessoas cegas sejam alfabetizadas e se tornem mais independentes e autônomas. A leitura com os dedos possibilita ler embalagens dos mais diversos produtos, como também placas e botões de elevadores, lhes proporcionando também mais segurança.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Oficina capacita servidores e docentes da Unesp para aprendizagem digital

Na próxima segunda-feira (30), a Universidade Estadual Paulista (Unesp) inicia mais uma of…