Concorrente do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições presidenciais de 2018, o ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, de 74 anos, disse que a economia brasileira não tem crescido em todo o seu potencial na atual administração. Para ele, o país não inspira a confiança necessária de investidores e consumidores. As informações são do portal Uol.

Meirelles elogiou as propostas de Paulo Guedes, ministro da Economia, mas diz que declarações como a que o economista deu na semana passada, nos Estados Unidos, citando o AI-5, instrumento da ditadura militar para reprimir a oposição, geram insegurança e inibem investimentos no Brasil.

“Olha, não há dúvida. Muitos investidores me dizem que ficaram preocupados com isso. Eu não quero fazer juízo de valor porque o presidente ou o ministro mencionaram isto. Devem ter lá suas justificativas para dizer com clareza sua mensagem. Por outro lado, também gera insegurança, não há dúvida”, avaliou o ex-presidente do BC.

As apostas para o crescimento da economia, na visão de Meirelles, são as reformas. “Com todas as reformas aprovadas, não há razão para nós não voltarmos a crescer um pouco mais”, vaticinou.

“O Brasil não tem nenhuma razão estrutural para crescer menos do que o seu potencial. A previsão para o ano que vem é uma taxa ao redor de 2%, 2,5% de crescimento e uma manutenção desse patamar para os anos seguintes”, declarou.

Fonte: Metrópoles

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Confira quem são os candidatos à prefeitura de Americana

ELEIÇÕES 2020 Nove partidos lançaram candidatos ao posto máximo do Executivo no município …