Connect with us
A Tragédia da Onça-Parda na Anhanguera - Uma Reflexão Sobre o Esgotamento da Fauna Brasileira A Tragédia da Onça-Parda na Anhanguera - Uma Reflexão Sobre o Esgotamento da Fauna Brasileira

Destaque

A Tragédia da Onça-Parda na Anhanguera – Uma Reflexão Sobre o Esgotamento da Fauna Brasileira

Artigo

em

Por Gustavo Abdel

Introdução

Neste início de 2024, o Brasil vem enfrentando uma triste realidade ambiental. Uma onça-parda, um símbolo de nossa rica biodiversidade, encontrou seu fim de forma trágica em uma das principais rodovias do país, a Anhanguera (SP-303). Esta fatalidade, além de causar comoção, serve como um alarmante lembrete do crescente problema da expansão urbana e industrial e seu impacto na vida selvagem.

PUBLICIDADE

O Incidente

No último sábado, dia 3 de fevereiro, próximo à Fazenda Chapadão, um adulto da espécie Puma concolor foi vítima de atropelamento. Apesar dos esforços para salvá-lo, o felino não resistiu aos ferimentos e morreu após ser levado ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) em Jundiaí.

A Vida Silvestre em Risco

De acordo com a Associação Mata Ciliar, organização dedicada à conservação ambiental, o caso da onça-parda é um exemplo alarmante de um problema maior. A expansão urbana e industrial em nosso país vem encurralando nossa fauna silvestre. Esse avanço desenfreado tem provocado o deslocamento de animais de seus habitats naturais, aumentando o risco de acidentes fatais.

PUBLICIDADE

> ‘Os animais silvestres estão ficando sem saída. A expansão urbana e industrial em nossa região está evidenciando uma grave problemática.’, relatou a associação.

A Intervenção da Associação Mata Ciliar

Nos últimos três anos, a Associação Mata Ciliar realizou o resgate de 21 onças na região de Campinas. Esses resgates são feitos tanto por conta de acidentes quanto pela maior visibilidade dos animais através das câmeras de segurança. Infelizmente, apenas 30% dos animais resgatados conseguem retornar à vida selvagem.

PUBLICIDADE

O Desmatamento e a Perda de Habitat

O ritmo acelerado de crescimento urbano tem fragmentado e destruído os poucos espaços verdes que restam. Isso tem forçado a fauna a abandonar seus habitats, o que frequentemente resulta em encontros fatais nas rodovias.

O Impacto da Perda de Habitat

O desmatamento dessas pequenas ilhas verdes tem um impacto mortal para os animais que ali habitam ou que usam esses espaços como corredores de passagem. A perda de áreas naturais é especialmente problemática para animais como a onça-parda, que precisam de grandes territórios para sobreviver.

PUBLICIDADE

A Presença de Onças em Áreas Urbanas

Em janeiro deste ano, moradores de um condomínio na região do Alphaville, em Campinas, registraram a presença de uma onça-parda no local. Este é apenas um dos vários incidentes recentes que destacam a crescente interação entre a vida selvagem e as áreas urbanas.

Estudo sobre a Situação das Onças-Pardas

Recentemente, uma pesquisa do Departamento de Geografia da Unicamp revelou que as onças-pardas possuem apenas 10% da cobertura vegetal nativa da Região Metropolitana de Campinas (RMC) para sobreviverem. A maioria desses remanescentes são fragmentos menores que 100 hectares, insuficientes para suas áreas de vida, que podem chegar a até 15.500 hectares de mata nativa.

PUBLICIDADE

Aproximação das Onças às Áreas Urbanas

O estudo também mostra que, em média, as aparições desses felinos ocorreram a 35 metros de remanescentes florestais, 300 metros de áreas de uso agrícola e a mil metros de rodovias estaduais e federais.

Conclusão

É necessário que haja uma conscientização e ações concretas para preservar a fauna brasileira. O caso da onça-parda na Anhanguera é um exemplo trágico do que pode acontecer quando não respeitamos o espaço e a vida desses animais. Precisamos aprender a coexistir com a natureza, antes que seja tarde demais.

PUBLICIDADE

Tags

Anhanguera, atropelamento, Fazenda Chapadão, habitat, mata ciliar, morte, onça-parda.

Compartilhe esta história e ajude a conscientizar mais pessoas sobre a importância da conservação da nossa fauna.

PUBLICIDADE

Compartilhe em suas redes sociais: Compartilhe

Contato com o autor: Gustavo Abdel – [email protected]

PUBLICIDADE

Artigos Relacionados

Decisão que garante FGTS a pais de autistas nível 3 é definitiva
Solar de Campinas receberá asfalto 42 anos após ser criado
Acic divulga abre e fecha das lojas em feriados e datas especiais do comércio
Centro Mais Seguro: GM realiza 118 prisões e atende 4,4 mil ocorrências
Mãe denuncia próprio filho após furto em condomínio de Campinas
Univesp abre 3,7 mil vagas em cursos gratuitos em Campinas e cidades da região

Notas

1. Seja um apoiador do Hora Campinas. Veja como
2. Para falar conosco, envie um email para [email protected]
3. Nosso WhatsApp: (19) 9 9894-0016
4. Redação: [email protected]
5. Departamento Comercial: [email protected]

PUBLICIDADE

Para informações adicionais, acesse o site

‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE