Connect with us
Ícone cultural Léa Ziggiatti - uma vida dedicada às artes Ícone cultural Léa Ziggiatti - uma vida dedicada às artes

Destaque

Ícone cultural Léa Ziggiatti – uma vida dedicada às artes

Artigo

em

Léa Ziggiatti, uma figura emblemática da cultura de Campinas, deixou um legado inestimável para a cidade e para o mundo das artes. Como mantenedora do Conservatório Carlos Gomes e uma talentosa musicista, escritora, jornalista e advogada, Léa viveu uma vida inspiradora que merece ser lembrada.

Uma vida dedicada às artes

No mundo da música, Léa Ziggiatti era uma força a ser reconhecida. Como musicista, ela tocou piano e flauta com destreza, dedicando sua vida ao desenvolvimento das artes. Além disso, Léa foi bacharel em Direito pela PUC Campinas e uma talentosa escritora e jornalista.

PUBLICIDADE

Léa dedicou mais de meio século à coordenação de projetos no Conservatório Carlos Gomes, uma instituição de prestígio fundada por seus avós em 1927. Ela desenvolveu um método pedagógico na instituição que integra todas as artes durante a formação dos alunos, com o objetivo de formar artistas globais.

> ‘Mulher guerreira que dedicou sua vida por um mundo com mais arte. Hoje nos despedimos, com a certeza de que seu legado jamais será esquecido. Nossa maior fonte de inspiração para seguir fazendo o que mais amamos, como ela nos ensinou’, diz texto publicado na página do Conservatório.

PUBLICIDADE

Contribuições significativas para as artes em Campinas

Léa foi a fundadora da Orquestra Experimental do Conservatório, da qual foi regente de 1965 a 1985. Sua paixão pela música também a levou a ajudar a fundar a Orquestra Sinfônica Universitária, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Esta orquestra mais tarde deu origem à atual Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, em 1970.

Além de suas contribuições para a música, Léa também era uma escritora talentosa. Ela escreveu peças e livros infantis, como Gifredo, Anjinho das Reformas, que são amados por crianças e adultos.

PUBLICIDADE

Tributos à Léa Ziggiatti

A notícia da morte de Léa Ziggiatti foi recebida com tristeza por muitos na comunidade de Campinas. Alexandra Caprioli, secretária de Cultura e Turismo de Campinas, homenageou Léa em suas redes sociais.

> ‘Faleceu a querida Léa Ziggiatti, falar dela é reconhecer uma das maiores personalidades fazedoras de arte e cultura de Campinas’, escreveu Caprioli.

PUBLICIDADE

A cantora Ana Salvagni também prestou homenagens a Léa nas redes sociais, lembrando de sua dedicação à música e à pedagogia musical.

O legado de Léa Ziggiatti

O legado de Léa Ziggiatti para a cultura de Campinas é indiscutível. Sua dedicação à música e às artes tem inspirado gerações de artistas em Campinas e além.

PUBLICIDADE

Como a encarnação do espírito artístico, a contribuição de Léa Ziggiatti para a cena cultural de Campinas será lembrada por muitos anos. Ela é uma figura inspiradora que deixou uma marca indelével na cultura de Campinas.

Siga o Hora Campinas nas redes sociais (Instagram, YouTube, Facebook, WhatsApp e LinkedIn)

PUBLICIDADE

Tags

Campinas
Carlos Gomes
conservatório
cultura
cultural
léa ziggiatti
musicista
Orquestra
pianista

Compartilhe nas redes sociais

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no LinkedIn
Enviar por WhatsApp

PUBLICIDADE

Redação

Plataforma multimídia de notícias, análise e serviço

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE