Connect with us

Destaque

Investimento em infraestrutura – Sanasa alcança marca de 350 quilômetros de substituição de redes de água

Artigo

em

Um marco na expansão da eficiência hídrica na cidade até o final do ano

Por Autor

5 de fevereiro de 2024

PUBLICIDADE

Tempo de leitura: 8 mins

PUBLICIDADE

A Sanasa, empresa de saneamento de Campinas e referência nacional, atingiu recentemente o marco de 350 quilômetros de substituição de redes de água. A empresa tem como objetivo alcançar um total de 450 quilômetros de redes substituídas até o fim deste ano, o que representa quase 10% de toda a estrutura da cidade. Este investimento faz parte das celebrações dos 250 anos da cidade de Campinas e dos 50 anos da Sanasa, ambas comemoradas em 2024.

A iniciativa integra o Programa de Redução de Perdas, que teve início em 1994 e até 2020 já havia substituído outros 450 quilômetros. Este programa é parte do Plano Campinas 2030, cujos objetivos incluem garantir a segurança hídrica da cidade, promover qualidade de vida à população, impulsionar crescimento econômico e trazer benefícios ao meio ambiente.

PUBLICIDADE

> ‘Para a execução dessas obras, a Sanasa está investindo R$ 200 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal.’

A marca dos 350 quilômetros foi alcançada no Jardim Paineiras, um dos bairros que se beneficiaram com o serviço de substituição de redes. Este marco foi registrado em dezembro de 2023. “A meta é chegarmos a 450 quilômetros em quatro anos, ou seja, aproximadamente o que foi substituído em 27 anos. É um investimento importante, pois Campinas tem a menor perda de água entre as cidades com mais de um milhão de habitantes”, destacou o prefeito Dário Saadi, referindo-se ao índice de 20% de perdas de água na rede de distribuição em Campinas, contra a média nacional de 40%.

PUBLICIDADE

> “Nosso programa prevê chegarmos a 18% até 2026, com a continuidade deste Programa de Redução de Perdas”, completou o presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães Junior.

Ambos visitaram o Jardim das Paineiras na manhã desta segunda-feira (5), ocasião em que receberam a imprensa. O Hora Campinas esteve presente no evento.

PUBLICIDADE

Confira as fotos (por Leandro Ferreira)

Substituição de redes

O planejamento das obras de substituição de redes foi feito considerando as regiões que mais apresentavam ocorrências de rompimentos nas redes de distribuição. Com este trabalho, o índice de rompimentos diminuiu significativamente. “Em 2019, tínhamos 0,44 rompimento para cada quilômetro de rede, hoje estamos com 0,32 rompimento por quilômetro de rede. Isso representa uma redução de aproximadamente 25%”, explicou Manuelito.

PUBLICIDADE

As antigas redes de água estão sendo substituídas por novas tubulações de polietileno de alta densidade (PEAD), um material ultra resistente, com durabilidade superior a 50 anos. Com a substituição, a quantidade de rompimentos na rede vai reduzir drasticamente, diminuindo os reparos emergenciais que obrigam o fechamento de registros (e que causam falta de água aos clientes) para a realização de consertos. Para a execução das obras, a população não fica desabastecida, pois é atendida por redes aéreas.

Este trabalho de substituição de redes também impacta positivamente o meio ambiente, pois reduz significativamente a captação de água dos rios que abastecem a cidade. De 1994, quando o programa foi iniciado, até meados de 2023, a cidade deixou de captar mais de 600 bilhões de litros de água dos rios, uma contribuição decisiva para a vitalidade da bacia hidrográfica regional.

PUBLICIDADE

Situação das obras

Os bairros que já foram beneficiados nestes últimos três anos incluem: Luiz de Tella 1 e 2, Chácara Santa Margarida, Vila Independência 1 e 2, Antônio Pierozzi, Jardim Pauliceia, Jardim Garcia, Padre Manoel Da Nóbrega, Vila Aurocan, Jardim São Gabriel, Jardim São Vicente, Jardim São Pedro, Jardim Esmeraldina, Vila Georgina, Jardim Samambaia, Jardim Botafogo, Castelo 1 e 2, Jardim Dom Vieira, Bonfim 2, 3 e 4, Jardim Leonor e Jardim Quintino.

PUBLICIDADE

Obras que estão em andamento: Joaquim Egídio, Chácara da Barra, Sousas 1, Vila Sônia, Jardim Novo Campos Elíseos, Vila Pompéia, Jardim do Lago 1, Cidade Jardim 3, Jardim Bela Vista 1, 2 e 3, Jardim Santana, Parque Fazendinha, Vila Boa Vista, Jardim Eulina 2, Jardim Santa Lúcia 1 e 2, Parque Valença 2, Jardim Yeda 2, Jardim das Paineiras e Bairro das Palmeiras.

Obras que estão para iniciar: Jardim do Lago 2, Jardim Miranda, Jardim Campos Elíseos, Jardim Ypê e Vila Marieta.

PUBLICIDADE

Tags: Campinas 250 anos, investimento, redes de água, redução de perdas, Sanasa, Sanasa 50 anos.

Compartilhe este artigo.

PUBLICIDADE

Sobre o autor

Autor é um renomado escritor de blogs com um histórico de criação de postagens que se classificam altamente no Google para termos de pesquisa específicos. Sua experiência em escrita de conteúdo SEO levou-o a trabalhar com marcas proeminentes como Hubspot e Wordstream. Quando encarregado de analisar artigos de referência sobre um determinado tópico, ele é capaz de criar um novo artigo original com o tom de voz desejado, mantendo a consistência do comprimento e do formato.

Notícias relacionadas

Cidade de Campinas convoca 51 professores de educação especial aprovados em concurso

PUBLICIDADE

Mutirão recolhe lixo e entulho e reforça ações contra a dengue em Campinas

Campinas identifica 20 áreas com alto risco de transmissão da dengue

PUBLICIDADE

Unicamp divulga segunda chamada de aprovados no vestibular

Feirã

PUBLICIDADE

Para informações adicionais, acesse o site

‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE