Connect with us

Destaque

Secretaria do estado discute o novo Modal Ferroviário com a Região Metropolitana de Jundiaí

Artigo

em

Publicada em 29/06/2022 às 18:42

Um grande para o transporte de cargas e passageiros em São Paulo está em curso no governo Rodrigo Garcia e foi discutido na manhã desta terça-feira (29) no Prefeitura de Jundiaí. Trata-se da retomada do Modal Ferroviário, que faz parte do Plano Estratégico Ferroviário do Estado de São Paulo (PEF-SP), em desenvolvimento na Secretaria de Logística e Transportes, e do projeto de lei (PL) 148/22, em trâmite na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Esta ação dupla tem como objetivo reativar os mais de 2.500 quilômetros de malha ferroviária inoperante ou subutilizada no Estado de São Paulo e acabar com cena triste que vemos ao viajar pelo Interior paulista: as ‘cicatrizes urbanas’ (trilhos abandonados) que cortam nossas cidades. Assim, por meio da SLT, o governo de São Paulo acaba de criar o GT (Grupo de Trabalho) Ferrovias de SP que, sob coordenação de Luiz Alberto Fioravante, está desenvolvendo o PEF-SP e tem apresentado nossos planos em reuniões públicas pelos municípios paulistas.

“O marco regulatório para o modal gera segurança jurídica para as ferrovias e é um passo importante para que o projeto saia do papel. O Brasil que dá certo é aquele em que há planejamento das ações. Mais ferrovias trarão desenvolvimento, renda e emprego para todo o país”, afirma o gestor José Antonio Parimoschi.

Gestor José Antonio Parimoschi fala em apresentação na sala de situação
Gestor José Antonio Parimoschi recebe o Grupo de Trabalho Ferrovias SP

Fioravante e demais membros do grupo foram recebidos pelo gestor da Unidade de Governo e Finanças de Jundiaí, José Antonio Parimoschi. Também estiveram presentes o gestor da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transperte, Aloysio Queiroz, e o gestor da Unidade de Gestão de Cultura, Marcelo Peroni.
O levantamento do GT Ferrovias mostra a malha ativa de trilhos em São Paulo é menor (46%) do que aquela inoperante, com baixa capacidade ou ociosa. São 2.390 km de malha ativa (que correspondem a 46% de toda a malha), contra 2.530km de ferrovias ociosas (56%).

“Essa porcentagem de malha ferroviária ociosa é assustadora. No momento, as ferrovias não atendem aos interesses do estado de São Paulo e precisamos mudar isso”, aponta Fioravante. Segundo ele, o objetivo é que “a maior parcela dos produtos que cheguem em São Paulo seja transportados de trem”.

O setor ferroviário vive uma efervescência no Brasil após a aprovação da Lei Federal 14.273/2021, que permite o deslocamento pelas estradas de ferro através de shortlines (linhas de trajeto curto) a custos menores que os atuais e sob responsabilidade também de Estados e municípios (antes, o controle era só da União). Para se adequar a esta lei federal, através da Secretaria da Casa Civil, o Governo Paulista enviou à Alesp o PL 148/22.

Foto de um dos slides da apresentação que mostra o mapa das ferrovias de São Paulo
Apresentação mostrou os planos para as ferrovias do estado de São Paulo

Também estiveram presentes o prefeito de Louveira, Estanislau Steck, e o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis.

Assessoria de Imprensa

Link original: https://jundiai.sp.gov.br/noticias/2022/06/29/secretaria-do-estado-discute-o-novo-modal-ferroviario-com-a-regiao-metropolitana-de-jundiai/

Galeria

Baixe as fotos desta notícia na resolução original


Destaque

Sumaré tem 60 vagas em cursos de automação com bolsa-auxílio de R$ 210

Artigo

em

Por

Carreta do Via Rápida onde irá ocorrer a capacitação no dia 25 de setembro, em Sumaré (SP). — Foto: Ivair Oliveira

O Programa Via Rápida, em parceria com a Prefeitura de Sumaré (SP), abriu nesta quarta-feira (17) inscrições para 60 vagas no curso de Automação Industrial, onde os interessados poderão receber bolsa-auxílio de R$ 210.

A capacitação terá carga horária total de 100 horas, e turmas disponíveis nos três períodos (manhã, tarde e noite). Os alunos ainda receberão certificados, emitidos pelo Centro Paula Souza, parceiro na formação.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente pelo site do programa, ou então presencialmente no posto de atendimento do “É Pra Já”, na Rua Ipiranga, 316, Centro, Sumaré (SP).

Requisitos para inscrição e bolsa-auxílio

Podem participar pessoas de ambos os sexos, maiores de 16 anos. Para receber a bolsa-auxílio de R$ 210 é necessário que o aluno complete ao menos 75% de frequência nas aulas.

Curso gratuito de Automação Industrial

  • Quando: início das aulas em 25 de setembro
  • Inscrições: através do site ou então no ponto de atendimento “É Pra Já, na Rua Ipiranga, 316, Centro, Sumaré – SP
  • Vagas: 60 divididas em turmas de manhã, tarde e noite

VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região

Continue lendo

Destaque

PAT de Caraguatatuba tem 218 vagas de emprego até sexta-feira

Artigo

em

Por

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Caraguatatuba conta nesta semana com 218 vagas de emprego disponíveis até sexta-feira (19). O destaque vai para área de Motoboy com 30 oportunidades, 26 para Corretor de Imóveis e 15 para Motorista de Ônibus atuar com planos de internet. Também continua com uma vaga de faxineira para pessoa com deficiência (PcD).

#PraTodosVerem: Arte com texto: Novas vagas PAT Caraguatatuba; no fundo da arte, várias carteiras de trabalho (Foto: Arte/PMC)

O PAT destaca que só aceita currículo presencialmente. É importante que o candidato acesse o link: https://tinyurl.com/2y9d9asm para conferir os critérios. Os interessados devem comparecer, das 8h às 14h, e levar RG, CPF, Carteira de Trabalho, PIS e o currículo atualizado.

Moradores da região sul podem se dirigir ao Centro de Apoio ao Trabalhador e Empreendedor (CATE), localizado na Avenida José Herculano, 7.495, no Travessão (Subprefeitura Sul), telefone (12) 3882-6170.

População das regiões Norte e Centro seguem com atendimento no PAT na Rua Taubaté, 520, no Sumaré. Mais informações no telefone (12) 3882-5211.

Confira o quadro completo de vagas: Acabador de Mármore e Granito, Açougueiro, Ajudante de Carga e Descarga, Ajudante de Cozinha, Ajudante de Motorista, Ajudante de Vidraceiro, Atendente Caixa, Atendente, Atendente de Fast Food, Atendente de Loja (vendedor), Auxiliar de Vendas, Auxiliar de Cozinha, Auxiliar de Limpeza, Auxiliar de Manutenção Predial, Auxiliar de RH, Auxiliar Financeiro, Auxiliar Operacional de Logística, Balconista, Balconista de Conveniência, Balconista de Padaria, Carregador, Chapeiro, Conferente, Controlador de Acesso Noturno, Coordenador Júnior I, Corretor de Imóveis, Cozinheiro (a), Eletricista de Autos, Eletricista de Linha Pesada (Diesel), Eletricista de Manutenção, Empregada Doméstica, Estoquista, Estoquista de Câmara Fria, Faxineira (PcD), Funileiro, Garçom, Instalador de Alarmes, Instrutor de Aulas de Desenvolvimento G2D e G3D, Jardineiro (Vaga para São Sebastião), Lavador de Autos, Lavador de Veículos, Marceneiro, Mecânico Automotivo, Mecânico Diesel, Mestre de Obras, Montador de Veículos, Motoboy, Motorista de Caminhão de Entrega de Materiais de Construção, Motorista de Caminhão Guincho, Motorista de Ônibus, Motorista Entregador, Operador de Atendimento, Operador de Cobrança (Externo), Operador de Loja, Operador de Loja Pleno, Operador de Vendas, Polidor de Automóveis, Recepcionista de Hotel, Representante Comercial (ramo alimentício), Servente de Obras, Supervisor de Vendas, Técnico de Enfermagem, Técnico Mecânico de Refrigeração, Vendedor, Vendedor de Roupas, Vendedor de Tintas, Vendedor Externo (planos de internet), Vendedor Externo, Vendedor Externo de Pacotes de Internet, Vendedor/ Consultor comercial e Vendedora (noções de marketing).

Continue lendo

Destaque

Presidente da Câmara de Campinas é alvo de operação do MP contra corrupção passiva

Artigo

em

Por

Presidente da Câmara de Campinas é alvo de investigação sobre suspeita de corrupção

Presidente da Câmara de Campinas é alvo de investigação sobre suspeita de corrupção

O presidente da Câmara de Vereadores de Campinas (SP), José Carlos Silva, o Zé Carlos (PSB), foi alvo de uma operação do Ministério Público (MP) que apura corrupção passiva. Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta quarta-feira (17) na sede da Câmara, na residência do parlamentar e outros endereços.

O advogado do vereador e subsecretário de Relações Institucionais da Casa, Rafael Creato, também é investigado. Os mandados começaram a ser cumpridos durante a manhã nas residências dos alvos.

Segundo a investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Zé Carlos “exigia vantagens pessoais para manter ou renovar contratos com prestadores de serviços para a Câmara Municipal, o que configura corrupção passiva”, informou, em nota, o MP.

O g1 procurou o vereador, mas não teve retorno até a publicação da reportagem. A defesa dele na operação está sendo feita pelo advogado Ralph Tórtima Stettinger Filho, que vai se manifestar após tomar conhecimento dos autos. Já a defesa de Creato ainda não foi localizada.

“O vereador quer o quanto antes prestar esclarecimentos, quer conversar com a imprensa, dar explicações aos colegas dele de Câmara, mas por orientação nossa, pedimos que aguardasse ao menos um dia, porque nós queremos ter acesso aos autos. […] Ele está convicto de que não há nada irregular”, explicou Stettinger Filho.

Por volta das 7h, policiais militares do Batalhão de Ações Especiais, que dá apoio na operação, chegaram na sede da Câmara Municipal para o cumprimento de um dos mandados.

Viaturas do Baep da PM durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na Câmara de Campinas — Foto: Wesley Justino/EPTV

O g1 e a EPTV, afiliada da TV Globo, apuraram que o escritório do advogado Rafael Creato também está entre os endereços para busca e apreensão. Dos cinco mandados da operação, um foi cumprido em Jundiaí (SP).

Os materiais apreendidos serão levados para a sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, na Cidade Judiciária.

Suposta cobrança de propina

A reportagem apurou que os investigados na Operação Lambuja são suspeitos de ter envolvimento em um esquema de cobrança de propina para manter ou prorrogar contratos de prestação de serviços terceirizados na sede do Legislativo.

O vereador Zé Carlos , na Câmara de Campinas — Foto: Câmara dos Vereadores de Campinas

Agenda na Câmara é suspensa

A Câmara se manifestou por nota oficial e suspendeu a agenda desta quarta na parte da manhã. Disse que foi informada sobre os mandados antes da abertura do Legislativo. A ação tem como foco as dependências da Casa e do Teatro Bento Quirino.

“A CMC ainda não tem informações sobre a razão das diligências, mas está colaborando com os trabalhos e se pronunciará assim que tiver mais dados a respeito. A princípio, em virtude da ação, a agenda da Casa está suspensa nesta manhã”, diz o texto.

O Teatro Bento Quirino fica na região central da metrópole e é onde as sessões da Câmara têm ocorrido, já que a sede está em reformas desde abril.

Teatro Bento Quirino tem funcionado como sede provisoria da Câmara Municipal de Campinas, que está em obras. — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: confira outros destaques da região

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS