Connect with us
Vandalismo em Terminais de Ônibus de Campinas - Um Estudo de Caso Vandalismo em Terminais de Ônibus de Campinas - Um Estudo de Caso

Destaque

Vandalismo em Terminais de Ônibus de Campinas – Um Estudo de Caso

Artigo

em

Introdução

Na noite de uma terça-feira, a cidade de Campinas foi palco de ações de vandalismo em dois de seus terminais de ônibus, Mercado e Barão Geraldo. Esta situação resultou em danos significativos, que exigiram a interdição de várias instalações para reparos.

O Caso do Terminal Mercado

No Terminal Mercado, o banheiro masculino, que havia sido reformado e entregue à população há apenas duas semanas pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), sofreu danos significativos. Os sifões de dois vasos sanitários foram arrancados, mostrando um ato de pura destruição.

PUBLICIDADE

Vandalismo no Terminal Barão Geraldo

No Terminal Barão Geraldo, o estrago foi no banheiro feminino. Uma porta foi removida completamente do local e o suporte de papel foi danificado.

Totem de Bilhete Único ou QR Code

Também na mesma terça-feira, um totem utilizado pelo público para a compra de Bilhete Único ou QR Code, que havia sido vandalizado, foi devolvido consertado por uma equipe da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc). Este equipamento, muito requisitado pela população, teve que ser interditado por quase duas semanas para que a Polícia Civil realizasse a perícia necessária.

PUBLICIDADE

O Autor dos Danos

Neste caso do totem, o responsável pelos danos foi identificado e encaminhado ao distrito policial.

Outras Ocorrências

Conforme relato da Emdec, tais atos de vandalismo não são casos isolados. Nas estações e corredores BRT, entre julho e agosto, a área de Segurança Patrimonial da Emdec registrou 20 tentativas de furto de cabos e afins, quatro furtos de cabos, cinco casos de vandalismo, e cinco acidentes, além de quatro pessoas que foram detidas.

PUBLICIDADE

Estações BRT Roseira e Rossin

Na madrugada do último dia 29 de agosto, as estações BRT Roseira e Rossin, ambas no corredor Campo Grande, foram danificadas por um acidente e por apedrejamento, respectivamente.

Conclusão

O vandalismo nos terminais de ônibus de Campinas é uma questão que requer atenção imediata. Medidas preventivas e punitivas devem ser adotadas para garantir a segurança e o bem-estar dos usuários do transporte público.

PUBLICIDADE

Referências

1. Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec)
2. Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas (Transurc)

*Nota: Este artigo foi criado com base em informações coletadas de várias fontes e pode conter imprecisões ou erros.

PUBLICIDADE

Para informações adicionais, acesse o site

‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE