Connect with us

Região

ANS suspende a venda de 70 planos de saúde de 8 operadoras

Artigo

em

ANS publicou decisão nesta segunda-feira (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

 

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) decidiu suspender temporariamente a venda de 70 planos de saúde de oito operadoras diante das reclamações efetuadas no 1º trimestre. A proibição vale a partir de 30 de junho.

Segundo a ANS, 1,45 milhão de beneficiários desses planos ficam protegidos com a medida, já que esses planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento.

Para decidir pela suspensão, o órgão regulador levou em consideração mais de 37 mil reclamações que foram registradas desde 1º de janeiro deste ano até 31 de março. 

LEIA TAMBÉM 
Avenida John Boyd, em Campinas, terá novos radares a partir desta quinta-feira
 
Leilão em Valinhos tem Audi A3 com lance inicial de R$ 8,5 mil 
Novo supermercado em Vinhedo abre 221 vagas de emprego; confira

Entre as operadoras com planos suspensos estão:  

– Amil  

– Santo André 

– Esmale  

– Saúde Brasil  

– Biovida  

– Unimed Norte/Nordeste   

– Unimed-Rio  

Confira a lista completa aqui.

PLANOS QUE PODEM VOLTAR A SER COMERCIALIZADOS

Além das suspensões, a ANS também divulga a lista de planos que poderão voltar a ser comercializados. Nesse ciclo, 4 planos de 3 operadoras terão a venda liberada pelo Monitoramento da Garantia de Atendimento. Veja a lista aqui.

Resultados do Monitoramento da Garantia de Atendimento (1º trimestre):

– 70 planos com comercialização suspensa 

– 4 planos com a comercialização liberada 

– 1.453.044 beneficiários protegidos  

– 37.512 Total de reclamações analisadas no período de 01/01/2022 a 31/03/2022 

MONITORAMENTO 
 
De acordo com a ANS, o Monitoramento da Garantia de Atendimento é o acompanhamento periódico do acesso dos beneficiários de planos de saúde às coberturas contratadas. Os resultados são divulgados trimestralmente.  

As reclamações recebidas pela ANS consideradas no Monitoramento se referem ao descumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias ou negativa de cobertura assistencial.  

A partir dessas informações, as operadoras são classificadas em faixas, possibilitando uma análise comparativa entre elas e acarretando a suspensão da comercialização dos planos mais reclamados das operadoras identificadas em risco.

Quando uma operadora possui produto com comercialização suspensa em decorrência do Monitoramento da Garantia de Atendimento, ela não pode registrar nenhum novo plano que seja análogo aos que estiverem na lista de suspensão e nem receber novos beneficiários nos planos de saúde com comercialização suspensa por esse motivo (com exceção de novo cônjuge ou filho e de ex-empregados demitidos ou aposentados).

A cada trimestre, as operadoras são reavaliadas e, aquelas que deixarem de apresentar risco à assistência à saúde, nos moldes do referido monitoramento, são liberadas para oferecer os planos para novas comercializações, desde que os planos não estejam com a comercialização interrompida por outros motivos. (Com informações do jornal O Estado de São Paulo) 

LEIA MAIS 
DIG de Campinas procura ao menos seis bandidos após roubo no shopping D. Pedro

Destaque

Concurso do IBGE tem 604 vagas para recenseador em Campinas

Artigo

em

Por

Inscrições se encerram na segunda-feira (1º) e há vagas para Campinas e região; confira como se inscrever

Campinas e cidades da região tem vagas para Censo do IBGE (Foto: Reprodução/ EPTV Campinas)

 

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abriu mais um processo seletivo para a contratação de trabalhadores temporários para o Censo Demográfico 2022.
Em Campinas, a seleção tem 604 vagas.

Ao todo, no país serão 15.075 vagas para o cargo de recenseador, que exige nível fundamental completo. 
As inscrições são gratuitas, começam nesta quinta-feira (28) e se encerram na segunda-feira, 1º de agosto.   

Para se inscrever, é preciso que os candidatos levem o formulário de inscrição, disponível no Anexo III do edital, preenchido e assinado até um dos postos do IBGE listados no quadro de vagas. 

 
LEIA MAIS  
 
Trabalho: empresa de Campinas abre 100 vagas; veja detalhes 
 
Mistério: cofre de 150 kg é encontrado no Viaduto Cury, em Campinas
 
 
Latrocínio: motoboy morre baleado durante assalto em Campinas

O CARGO 

O recenseador tem como principal função entrevistar os moradores durante a coleta. Como a remuneração é por produção, ela pode variar de acordo com o tempo dedicado ao trabalho e o grau de dificuldade na abordagem aos domicílios.

A jornada de trabalho recomendável para a função é de, no mínimo, 25 horas semanais, além da participação integral e obrigatória no treinamento.

REMUNERAÇÃO

Segundo informações do Instituto, o pagamento será por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo recenseador, de unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), tipo de questionário (básico ou amostra), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados.

Em Campinas, por exemplo, uma pessoa que trabalhar no cargo por 25 horas semanais deverá receber, no mês, R$ 1.537,96. Se optar por 50 horas por semana, a remuneração mensal pode chegar a 3.107,96.

É possível calcular uma estimativa neste simulador. A previsão de duração de contrato do recenseador é de três meses, podendo ser prorrogado. 

VAGAS EM CAMPINAS
 

Em Campinas, são 452 vagas em ampla concorrência, 122 vagas para pessoas pretas ou pardas e 30 vagas para pessoas com deficiência. As vagas também são distribuídas por região: 

– Nordeste: 188 vagas 

– Noroeste: 332 vagas 

– Distritos do Ouro Verde e Campo Grande: 58 vagas 

– Sudeste: 26 vagas

VAGAS NA REGIÃO DE CAMPINAS E CIRCUITO DAS ÁGUAS:

Americana: 73 vagas 

Amparo: 32 vagas 

Águas de Lindóia: 13 vagas 

Artur Nogueira: 14 vagas 

Campinas: 604 vagas 

Holambra: 8 vagas 

Indaiatuba: 104 vagas 

Itatiba: 52 vagas 

Jaguariúna: 6 vagas 

Lindóia: 1 vagas 

Monte Alegre do Sul: 1 vaga 

Morungaba: 8 vagas 

Nova Odessa: 15 vagas 

Pedreira: 33 vagas 

Santa Bárbara d’Oeste: 74 vagas 

Santo Antônio de Posse: 11 vagas 

Serra Negra: 11 vagas 

Socorro: 6 vagas 

Sumaré: 110 vagas 

Valinhos: 63 vagas 

Vinhedo: 42 vagas 

 
LEIA TAMBÉM  
 
Saiba como fazer uma picanha com cebola recheada no churrasco

Continue lendo

Destaque

Vagas para chapeiro, classificador, padeiro e almoxarife, entre outras

Artigo

em

Por

Nesta terça-feira (9) o SINE de Cachoeiro de Itapemirim oferece várias vagas de emprego. Confira no link abaixo.

 

Dentre as 74 oportunidades ofertadas estão para analista de ajudante de pátio, analista de pátio e encarregado de telemarketing. Além de secretária paroquial para pessoa com deficiência.  

 

As exigências de escolaridade vão de ensino médio ao superior. Sendo que dependendo da função, não é exigido essa comprovação. 

 

As pessoas interessadas devem ir até a Rua Costa Pereira, 100, Sumaré em Cachoeiro de Itapemirim, aonde está localizada a agência de empregos. No local será feito um cadastro e o encaminhamento para as vagas. Deve-se levar o currículo.

 

Continue lendo

Região

Gustavo Mioto mantém rotina intensa para festejar 10 anos com 10 projetos e relembra início: ‘Achavam que só estava ali …

Artigo

em

Por

Gustavo Mioto — Foto: Gustavo Mioto/Arquivo pessoal

Gustavo Mioto reservou 2022 para as comemorações de dez anos de carreira. Em janeiro, o cantor havia anunciado que colocaria, até dezembro, nada menos que dez projetos no mercado para festejar o aniversário. A promessa está sendo cumprida à risca, o que fez esta fase do artista, que está entre os grandes nomes da música sertaneja atual, ser a mais intensa de todas. Antes do fim do ano, o músico ainda promete uma “fábrica de novidades”, que vai desembarcar no Jaguariúna Rodeo Festival no dia 24 de setembro.

Em entrevista exclusiva ao g1, Mioto falou dos planejamentos para encerrar as comemorações de dez anos, detalhou as novidades que pretende apresentar no Rodeio de Jaguariúna, e relembrou o início da carreira, quando ainda era bombardeado de desconfiança por carregar um dos sobrenomes mais conhecidos do Brasil no ramo de shows.

“Nos primeiros anos tinha muito aquela coisa de achar que eu só estava ali por causa do meu pai. Mas aos poucos o trabalho que eu estava desenvolvendo foi se impondo. Acho que demorou uns quatro anos para as coisas deslancharem. Mas é evidente que meu pai é muito importante. Não é todo mundo que tem dentro de casa alguém que conhece tanto os erros e os acertos de uma carreira”, revela.

Gustavo Mioto no show de abertura da arena UZNA em Sorocaba — Foto: Talissa Medeiros/g1

Filho do empresário Marcos Mioto, maior contratante do país, o cantor sempre respirou o meio artístico desde que nasceu. Neste ano, já com dez anos de carreira “nas costas”, ele lançou um álbum e um EP, que trouxe “Sofrimento Antecipado”, canção que tocou muito no primeiro semestre, além de singles com participações de outros artistas, entre eles Luan Santana, na música “Envolvidão”.

Neste mês, o músico se apresenta no Rodeio de Barretos, onde vai mostrar uma música inédita, além de outras surpresas ainda mantidas em segredo. O projeto “Sem Cortes”, gravado na Festa do Peão de Americana no último mês de junho, também deve ser disponibilizado para os fãs na internet. Uma gravação de DVD deve acontecer em outubro.

“Tem sido o ano mais intenso da minha vida. Teve projeto pensado lá no início que caiu e colocamos outro no lugar, outros tiveram datas alteradas. Criamos uma fábrica de novidades. Mas tudo anda tendo um retorno muito legal do público”, analisa.

No Rodeio de Jaguariúna, Mioto também pretende apresentar novidades, como por exemplo um eventual “feat” com o “xará” Gusttavo Lima, que também sobe ao palco na mesma noite.

“Para ser sincero ainda não sei o que vamos fazer, mas com certeza vamos preparar algo. Como Barretos e Americana, Jaguariúna é muito importante no calendário do sertanejo, então é preciso ter algo especial. Algo que com certeza vou fazer é procurar o Gusttavo Lima. Seria legal dividirmos o palco em algum momento”, adianta.

Gustavo Mioto na Festa do Peão de Americana — Foto: Júlio César Costa/g1

Filho de peixe

Nascido e criado em Votuporanga (SP), Gustavo Mioto tem hoje 25 anos e desde criança mostrou inclinação para a música, como ele mesmo gosta de lembrar. Incentivo não faltou, já que cresceu rodeado por grandes estrelas do sertanejo, que iam visitar o pai.

“Lembro de uma cena que me marcou muito: eu, com uns 7 anos, aprendendo a fazer mágica e mostrando os truques que tinha treinado para Zezé Di Camargo nos bastidores do Rodeio de Jaguariúna”, relembra.

Apesar da grande estrutura que tem por trás, o artista não abre mão da escolha do próprio repertório. Neste momento, por acaso, ele passa várias horas do dia ouvindo canções inéditas enviadas por compositores para dois projetos ainda em desenvolvimento: as gravações de um show que deve reunir regravações e inéditas, e um acústico, registrado de forma mais intimista.

“Nessas horas quem fala mais alto é o meu feeling. Quando pinta uma dúvida converso com os músicos e com o meu pai. Mas na maior parte das vezes, sou eu que ouço e sinto que quero cantar aquilo”, pontua.

No entanto, a parte prática destas ações futuras será para depois do “turbilhão Barretos/Jaguariúna”. Eventos que formam, junto à Festa do Peão de Americana, o que o próprio Mioto chama de “tríplice coroa” dos eventos do segmento.

“É uma honra estar no palco principal dessas três festas. Cada uma delas tem suas particularidades, então temos que pensar caso a caso os shows que vamos mostrar ao público. Jaguariúna está com uma vibe muito jovem, ligada às redes sociais. É um perfil com o qual eu me dou muito bem, me sinto feliz lá”, confessa.

Gustavo Mioto no São João 2022 de Campina Grande, PB — Foto: Iara Alves/g1

VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e Região

Continue lendo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

TAGS

+ VISTOS