Temporal preocupa moradores de Campinas e alaga pontos da cidade

Temporal preocupa moradores de Campinas e alaga pontos da cidade

A chuva da tarde desta sexta-feira (21) provocou alagamentos em vias de Campinas (SP) e fez a Cidade Judiciária encerrar o expediente às 15h, após parte do forro de um dos prédios ceder e a água afetar áreas de dois blocos, onde estão cartórios das áreas cível e criminal. Não há registro de feridos.

Prazos processuais que seriam encerrados nesta sexta-feira serão prorrogados para o dia 27 de fevereiro. Em Vinhedo, o temporal também provocou transtornos – veja abaixo detalhes.

Dano tem teto de prédio da Cidade Judiciária, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTVDano tem teto de prédio da Cidade Judiciária, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTV

Dano tem teto de prédio da Cidade Judiciária, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTV

Alagamentos

Segundo a Defesa Civil, parte da Avenida Dr. Carlos de Campos, na Vila Industrial, e da Rua Hernesto Guilherme, no Parque Xangrilá, ficaram embaixo d’água nesta tarde.

Além disso, o órgão foi comunicado sobre uma queda de árvore na Rua Arnaldo Barreto, no São Bernardo; alagamento de um imóvel na Rua Esther Moretzshon Camargo, Jardim Nilópolis; e sobre a queda de um veículo em buraco aberto na Avenida Brasil, perto da Universidade Mackenzie.

Além disso, imagens recebidas pela EPTV mostram alagamentos nas seguintes áreas:

  • Cruzamento entre as ruas Dr. Antônio Álvares Lobo com Delfino Cintra, no Botafogo;
  • Rua Manoela Cândida de Paula, no Parque São Quirino;
  • Região do kartódromo da Lagoa do Taquaral;
  • Rua João Batista Mendes Pupo Nogueira, no Jardim Pacaembu;
  • Avenida Brasil, no Jardim Guanabara;
  • Avenida Dolores Franco, no Jardim Planalto de Viracopos;
  • Rua Luís Otávio, Mansões Santo Antônio;
  • Avenida Barão de Itapura com Rua Rafael Sampaio, no Jardim Guanabara;

A chuva também deixou vias do bairro Recanto dos Dourados embaixo d’água e causou transtornos aos moradores. Segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas da Unicamp (Cepagri), o tempo segue instável pelo menos até este sábado, quando o dia deve ficar nublado, com possibilidade de chuvas.

O volume de chuva registrado foi de 76,9 mm na área Noroeste, informou a Defesa Civil.

Alagamento na área do Botafogo, em Campinas — Foto: Rodrigo Franco / Arquivo PessoalAlagamento na área do Botafogo, em Campinas — Foto: Rodrigo Franco / Arquivo Pessoal

Alagamento na área do Botafogo, em Campinas — Foto: Rodrigo Franco / Arquivo Pessoal

Carro caiu em buraco aberto na Avenida Brasil, em Campinas — Foto: Cleber Francelino dos Santos / Arquivo PessoalCarro caiu em buraco aberto na Avenida Brasil, em Campinas — Foto: Cleber Francelino dos Santos / Arquivo Pessoal

Carro caiu em buraco aberto na Avenida Brasil, em Campinas — Foto: Cleber Francelino dos Santos / Arquivo Pessoal

Na área do Mansões Santo Antônio, uma quadra suspensa de um condomínio residencial cedeu durante a chuva e o alambrado ficou danificado, segundo apurou a EPTV. Não há informações de feridos.

Danos em quadra de condomínio, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTVDanos em quadra de condomínio, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTV

Danos em quadra de condomínio, em Campinas — Foto: Daniel Mafra / EPTV

De acordo com o Cepagri, os ventos chegaram a 41,5 km/h no distrito de Barão Geraldo, às 15h20.

De acordo com a Guarda, o município teve diversas áreas alagadas durante a chuva e funcionários da Defesa Civil foram acionados. Não há informações de casos considerados graves.

Segundo relatos de moradores à EPTV, entre as regiões que foram afetadas estão trechos da Avenida dos Pinheiros e Rua Rancho Fundo, na Vila Pompéia. Além disso, imagens mostram goteiras na Escola Municipal Turma da Mônica, no Jardim São Thome.

A prefeitura informou, por meio de assessoria, que não foram registrados estragos no município e o volume acumulado de precipitação chegou a 42,5 mm.

Sobre a Escola Municipal Turma da Mônica, a administração admitiu que há um problema na estrutura do telhado e o reparo irá ocorrer após o período de chuvas. As aulas foram mantidas para as crianças.

Goteiras na Escola Municipal Turma da Mônica, em Vinhedo — Foto: Arquivo PessoalGoteiras na Escola Municipal Turma da Mônica, em Vinhedo — Foto: Arquivo Pessoal

Goteiras na Escola Municipal Turma da Mônica, em Vinhedo — Foto: Arquivo Pessoal

Área alagada na Avenida dos Pinheiros, em Vinhedo — Foto: Guilherme Gasparini / Arquivo PessoalÁrea alagada na Avenida dos Pinheiros, em Vinhedo — Foto: Guilherme Gasparini / Arquivo Pessoal

Área alagada na Avenida dos Pinheiros, em Vinhedo — Foto: Guilherme Gasparini / Arquivo Pessoal

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Oficina capacita servidores e docentes da Unesp para aprendizagem digital

Na próxima segunda-feira (30), a Universidade Estadual Paulista (Unesp) inicia mais uma of…