Festival debate ciência e temas atuais em bares e na Fazenda Roseira

16/05/2019 – 09:29


Campinas participa mais uma vez do maior festival de divulgação científica do mundo, o Pint of Science. Com 28 especialistas convidados promovendo um debate de maneira informal e descontraída sobre 13 temas diferentes, a edição campineira acontecerá de 20 a 22 de maio, às 19h30, em quatro bares diferentes da cidade e também na Casa de Cultura Fazenda Roseira.

 

 

 

 

Esta é a quarta edição em Campinas do Pint of Science, que promove o debate da ciência fora dos espaços formais e propõe temas marcados pela diversidade e pelo grande interesse da população. O objetivo, portanto, é falar sob a perspectiva científica de temas conectados direta e profundamente com a sociedade: de átomos a jogos; de previdência a meio ambiente; de violência a drogas; de índios a transporte.

 

 

 

 

Em 2019 estão em pauta: violência urbana, ciência das drogas e os rumos das políticas públicas para as mesmas, o futuro dos veículos, perícia e investigação forense, átomos e universo, jogos digitais, gênero e transgênero, línguas indígenas, genética, evolução biológica, desinformação, desastres ambientais como Brumadinho e Mariana, previdência social e identidade nacional.

 

 

 

 

Os bares participantes em Campinas são Botequim de Barão (Barão Geraldo), Da Vinci Bar (Cambuí), Bar Lado B (Barão Geraldo) e Maria Bonjour Bar (Barão Geraldo). Uma novidade é a inclusão da Casa de Cultura Fazenda Roseira, no Jardim Roseira, ampliando assim, nesta edição, o alcance para além do eixo Centro-Barão e trazendo novas propostas de público e de interação. A expectativa da equipe organizadora é de que haja um aumento de 50% no público.

 

 

 

 

De acordo com o professor Luiz Carlos Dias, do Instituto de Química da Unicamp, coordenador do evento na cidade, além de crescer a cada ano o interesse do público pela programação do Pint of Science, tem aumentado também a participação feminina “Hoje (a participação feminina) representa 62% dos especialistas convidados. E na organização local a mulher também é maioria: 65% da equipe são mulheres”, destaca Dias. Diferentemente dos outros eventos científicos, no Pint of Science o público também é composto na maior parte por mulheres, chegando a cerca de 55% dos participantes. 

 

 

 

 

Em Campinas, contando com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, o festival é organizado por uma equipe de docentes e estudantes da Unicamp, pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp e pela NuminaLabs, empresa de geração de conteúdo científico educacional.

 

 

 

 

Toda a programação do Pint of Science é gratuita, sem a necessidade de inscrições prévias. Basta chegar e participar. As despesas no local são de responsabilidade dos participantes. O evento em Campinas tem o patrocínio da Editora do Brasil, CIBFar, CCES Unicamp, Eppendorf e BUCHI. Tem também o apoio da empresa MERCK e Blue Dot.

 

 

 

Brasil, o maior do mundo

 

A combinação do ambiente de bar com o debate sobre ciência tem dado tão certo no Brasil que o Pint of Science brasileiro já é o maior do mundo, chegando este ano a 87 cidades de todas as regiões do país. Criada em 2012 na Inglaterra, a iniciativa se espalhou e ganha adesão por onde passa. 

 

 

 

 

Programação de Campinas

 

 

 

 

Clique aqui para acessar as imagens desta matéria em alta resolução

Fonte: Prefeitura de Campinas

Artigos relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Fórum será evento ‘carbono zero’

Cedoc/RAC Rodolfo Ramos é CEO da Anubz Integrar, estimular e articular iniciativas diversa…