clique na imagem e saiba mais

O prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, disse em uma live em uma rede social que vai multar quem protestar contra o isolamento na cidade, que é uma medida de combate ao coronavírus Covid-19.

O ministério público pediu a prisão de Leonardo Leo da LM e Léo Ritchie, organizadores da manifestação feira em frente a Prefeitura Municipal de Hortolândia (SP) na manhã desta sexta-feira (27).

Eles tiveram seus pedidos de prisão expedido pelo ministério público, ambos foram encaminhado a Delegacia de Hortolândia onde vão responder pelo crime previsto no Art. 268 do Código Penal Brasileiro – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa. E pelo LCP – Decreto Lei nº 3.688 de 03 de Outubro de 1941

Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro. Omissão de notificação de doença.

Em Campinas

O prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, disse em uma live em uma rede social que vai multar quem protestar contra o isolamento na cidade, que é uma medida de combate ao coronavírus Covid-19.

Cidades da região como Hortolândia e Piracicaba tiveram protestos à favor da reabertura do comércio nesta sexta-feira (27) e Campinas também tem manifesto organizado.

Jonas disse que vai multar veículos e pessoas que participarem de aglomerações por desobediência e perturbação da ordem pública. Agentes da GM (Guarda Municipal) e da Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) farão a fiscalização.

Fonte: TV Hortolândia

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

SP recebe R$ 717 milhões em doações privadas para combate ao coronavírus

Montante é arrecadado junto a 362 empresas e entidades; apenas nesta segunda (1º), campanh…