Uma operação da Polícia Federal cumpriu mandados em investigação sobre suposto caixa 2 na campanha do agora senador paulista José Serra, do PSDB.

As irregularidades dizem respeito à campanha de 2014, quando ela ainda não tinha o atual mandato. De acordo com as investigações, o senador teria recebido 5 milhões de reais em doações não contabilizadas.

As investigações começaram em maio, com denúncias contra o então candidato a governador de São Paulo, Paulo Skaf, também presidente do sistema Fiesp.

O deputado Paulinho da Força, do partido Solidariedade, e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin também já foram alvos de busca e apreensão. Alckmin foi indiciado por suspeita de caixa 2 eleitoral, corrupção e lavagem de dinheiro.

No caso de Serra, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, impediu que fossem feitas buscas no gabinete do senador na manhã de hoje, 21/07. As buscas também foram suspensas pelo presidente do STF, Dias Toffoli.

Da Redação ODC.
Leia também: Supermercados continuam desrespeitando medidas sanitárias em Campinas

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Tempo muito seco coloca Campinas em estado de alerta; Umidade ficou abaixo de 20%

O tempo seco e sem chuva levou a cidade de Campinas a decretar estado de alerta no meio da…