De acordo com o delegado Sandro Jonasson, titular do 11º DP, a investigação sobre a ação do empresário durou cerca de 30 dias, período em que identificaram como funcionava o esquema. O suspeito, inclusive, não tinha passagem pela polícia.

“Até essa nossa ação, era um ’empresário exemplar’ às custas do tráfico de drogas”, disse Jonasson. Após a prisão do suspeito do esquema, os policias foram até o imóvel que funcionava como refinaria, e pegaram mais três pessoas – duas mulheres e um homem, com idades entre 22 e 64 anos.

clique na imagem e saiba mais

Segundo o delegado, a ação estava programada para ocorrer no domingo, mas a informação de que o suspeito receberia um novo aporte de drogas ocasionou a mudança.

Foram apreendidos cerca de 8kg de entorpecentes, a maioria cocaína pura, antes de ser misturada para revenda. Além disso, três carros foram apreendidos. Além das prisões, Jonasson explica que a equipe conseguiu informações e identificou o responsável pelo fornecimento de drogas para o suspeito.

Todo o material apreendido, além dos quatro presos, foram encaminhados para o 11º DP para registro da ocorrência.

Cocaína pura e porções de outros entorpecentes apreendidas com os suspeitos em Campinas (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Covid-19: Campinas vai proibir entrada nos ônibus de pessoas com temperatura acima de 36,5 graus

1 de 3 Os secretários de Assuntos Jurídicos de Campinas, Peter Panutto, e de Saúde, Carmin…