PRTB oficializou a candidatura de Rogério Parada (máscara verde) à Prefeitura de Campinas — Foto: Arthur Menicucci / G1

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) oficializou na noite desta terça-feira (15) o advogado e empresário Rogério Parada como candidato à Prefeitura de Campinas (SP).

Em convenção realizada na sede da legenda, no Parque das Universidades, o partido anunciou também que escolheu Marco Antônio de Freitas Pires, também do PRTB, para ser vice na chapa. Esta é a primeira vez que Parada se lança ao pleito de chefe do Executivo municipal.

Durante o evento, Rogério Parada afirmou que vai apresentar um programa estruturado em três eixos para todas as áreas: combate à corrupção; gestão com reformas administrativa, fiscal e tributária; e fortalecer valores conservadores nas proposituras de políticas públicas.

“A gente tem um posicionamento cristão, esse amor patriótico, de amar a cidade, as coisas da cidade, a cultura, o povo e as tradições. E a questão da família, fortalecer para que tenha tenha dignidade para sair para trabalhar […] Esses eixos estruturantes, para cada assunto, eles permeiam as ações.”

O PRTB também oficializou 20 candidaturas a vereador, sendo 14 homens e seis mulheres.

Rogério Stracialano Parada tem 54 anos e nasceu em Boston, nos Estados Unidos, quando o pai dele estava a serviço do governo brasileiro, e por isso obteve a cidadania brasileira. É tenente da reserva da Aeronáutica, além de empresário advogado.

Segundo a assessoria de imprensa, além atuar como consultor na área de tecnologia para bancos e fundos de investimento, ele é empresário do segmento de telecomunicações. Foi diretor da Sanasa em 2011, durante a reestruturação da empresa.

PRTB oficializou a candidatura de Rogério Parada à Prefeitura de Campinas — Foto: Arthur Menicucci / G1

Calendário

Confira abaixo as datas do calendário eleitoral deste ano:

  • a partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
  • 31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;
  • 26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
  • a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
  • após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
  • 27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
  • 15 de novembro: primeiro turno da eleição;
  • 29 de novembro: segundo turno da eleição;
  • até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
  • até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.

Funciona Assim: O que faz o prefeito?

Funciona Assim: O que faz o prefeito?

ELEIÇÕES 2020

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Copa F-Racers 2020 de Kart terá etapa noturna inédita nesta sexta-feira, em Paulínia (SP)

Mais de 50 pilotos se reunirão para a 8ª etapa da Copa F-Racers 2020 nesta sexta-feira (18…