Documentos de Elizaman Lopes na secretaria foram apreendidos

Cedoc/RAC

Documentos de Elizaman Lopes na secretaria foram apreendidos

A Polícia Civil prendeu ontem o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Paulínia, Elizaman de Jesus Lopes, conhecido como Carioca. Ele é suspeito de vender intermediação de vagas de trabalho junto a cooperativas da região de Paulínia e de Cosmópolis.

Na prática, ele estaria cobrando para identificar as vagas abertas e oferecer aos trabalhadores em busca de uma colocação, mediante pagamento de um pedágio. Ontem mesmo, o secretário foi exonerado do cargo pelo prefeito em exercício de Paulínia, Antônio Miguel Ferrari (DC) — o Loira. No meio da tarde, a Polícia Civil realizou buscas e fez apreensões de documentos na sede da secretaria.

A Prefeitura de Paulínia se pronunciou sobre o assunto por meio de nota oficial. “Elizaman Lopes de Jesus está sendo afastado do cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico, na tarde desta quarta-feira (15/05), até que o assunto seja devidamente solucionado”, diz a nota oficial.

O Executivo informou ainda que está tomando conhecimento das circunstâncias da prisão e os motivos que levaram à ação da polícia, mas antecipou que vai abrir uma sindicância interna para apurar os fatos.

“A Prefeitura informa ainda que está colaborando com as apurações da Polícia Civil e Ministério Público, além de estar disponível para esclarecer quaisquer questionamentos sobre o assunto, para as autoridades competentes”, finaliza a nota.

Carioca era ligado ao vereador Tiguila Paes (PPS) e teria sido indicado ao cargo por ele. O parlamentar, no entanto, nega que tenha feito a indicação. “A gente está distante já faz um bom tempo”, diz. “ Não tenho nada a ver com isso”, acrescenta. Tiguila, no entanto, afirmou que a prisão não tem relação com a atividade de Carioca como secretário. “Parece que tem a ver com as cooperativas de emprego”, finaliza.

Loira assumiu o cargo de prefeito no final de janeiro deste ano, depois de uma longa batalha judicial e trocou praticamente todo o secretariado. Ele substituiu o ex-presidente da Câmara, Du Cazellato (PSDB), que estava no cargo por conta da vacância ocorrida em novembro passado, em razão da cassação do então prefeito Dixon Carvalho (PP) e do vice Sandro Caprino (PRB), por crime eleitoral.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera

Fonte: RAC

Artigos relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais em Notícias

Deixe uma resposta

Leia também

Região de São José dos Campos tem queda recorde em roubos de veículo

Números são referentes a abril, mês em que também houve redução nos casos e vítimas de lat…