O prefeito Omar Najar decretou no final da tarde desta segunda-feira (23) estado de calamidade pública em Americana, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Até então, a cidade permanecia em estado de atenção.

A nova decisão do governo dá mais liberdade para a prefeitura tomar medidas que possam ajudar no combate ao coronavírus.

A medida foi tomada em conjunto com o prefeito de Santa Bárbara, Denis Andia. Em nota, a prefeitura barbarense informou que o novo estágio “visa garantir maior rapidez e agilidade nos processos licitatórios para a aquisição de bens e serviços destinados às ações de prevenção e enfrentamento do coronavírus”.

“Outro aspecto importante é garantir a fiscalização de eventuais descumprimentos das medidas restritivas impostas pelas esferas municipal, estadual e federal”, afirmou a prefeitura de Santa Bárbara.

Nenhuma das duas cidades têm casos confirmados do novo coronavírus, mas autoridades dizem esperar que haja registros positivos. O estado de calamidade pública também foi determinado nesta segunda-feira em Piracicaba, onde também não há casos confirmados.Foto: Arquivo / O Liberal

Decreto da Prefeitura de Americana foi publicado nesta segunda-feira

Em Americana, o decreto permite, por exemplo, que o município requisite bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, e posterior pagamento de indenização, bem como autoriza a dispensa de licitação para a aquisição de bens e insumos para lidar com a situação na saúde.

Entre as justificativas para o novo decreto, a prefeitura considera “sensível e previsível queda na arrecadação municipal em decorrência dos fechamentos e da redução das atividades econômicas”.

No final de semana, a Prefeitura de Americana adiantou a quarentena determinado pelo Governo do Estado que mantém comércios e serviços não essenciais fechados a partir desta terça-feira. No município, a medida já vale desde o último sábado.

A conversão do estado de atenção para o de calamidade pública determina ainda o cancelamento de consultas agendas no Núcleo de Especialidades e nas UBSs, bem como suspende novos agendamentos.

O decreto estabelece também que o DAE suspenda imediatamente os cortes de fornecimento de água para cidadãos de baixa renda e que reestabelaç, para estes mesmos cidadãos, o fornecimento cortado por falta de pagamento nos últimos 30 dias.

Leia aqui o decreto.

BALANÇO ATUALIZADO

No final da tarde desta segunda-feira, a Prefeitura de Americana informou que um idoso de 72 anos está internado no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, com suspeita de coronavírus.

O paciente está entubado, com quadro clínico estável, porém inspirando cuidados. Ele está internado em uma das salas para isolamento do novo pronto-socorro Luiza da Motta Tebaldi.Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal

Idoso está internado no Hospital Municipal de Americana

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o paciente deu entrada na emergência do hospital na madrugada de domingo (22), apresentando dificuldade respiratória. Ele já possui histórico de DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica). O idoso é morador do bairro São Jerônimo.

Podcast: Sete edições do Além da Capa para ouvir durante a quarentena

A Vigilância Epidemiológica da cidade notificou 13 casos sob suspeita e o do idoso é o mais recente. “Pelo fato de o Brasil ter declarado transmissão comunitária de Covid-19, todas as notificações, a partir de agora, serão apenas para casos de síndrome respiratória grave, em que o paciente é internado e submetido a exame”, explicou a Secretaria de Saúde.

“As autoridades municipais reforçam o alerta para a situação de quarentena, decretada pelo governo estadual no último sábado (21), além das restrições que vêm sendo publicadas pela Prefeitura de Americana e pede para que a população permaneça em casa. A Secretaria Municipal de Saúde reforça que os casos gripais leves devem ser tratados em casa com uso de antitérmicos, como dipirona e paracetamol. A procura pelo serviço médico somente deve ocorrer nos casos em que o indivíduo apresenta febre e dificuldade respiratória, além dos sintomas clássicos da gripe, como dores pelo corpo, coriza, dor de garganta e dor de cabeça”, finalizou a prefeitura.

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

CASOS SUSPEITOS

Esta é a 17ª notificação de caso suspeito feita pela Prefeitura de Americana. Até agora, quatro casos foram descartados e outros 13 aguardam resultados de exames.

A prefeitura divulga diariamente o balanço dos casos suspeitos do novo coronavírus em apuração na cidade. Até agora, o município não tem nenhum registro confirmado.

Veja abaixo os detalhes dos pacientes que estão sob investigação ou já tiveram descartada a infecção pela Covid-19.

Criança do sexo masculino, de 3 anos, moradora do Jardim Girassol, que esteve na China. A suspeita foi notificada no dia 30 de janeiro. Resultado do exame: descartado

Mulher, de 42 anos, moradora do bairro Jaguari, que esteve na Itália. A suspeita foi notificada no dia 4 de março. Resultado do exame: descartado

Homem, de 26 anos, morador do bairro Nossa Senhora do Carmo, que esteve na Itália. A suspeita foi notificada no dia 6 de março. Resultado do exame: descartado

Mulher, de 28 anos, moradora do bairro Santa Catarina, que esteve na Itália. A suspeita foi notificada no dia 6 de março. Resultado do exame: descartado

Mulher, de 42 anos, moradora do Jardim Thelja, que esteve em Nova York e Orlando, nos Estados Unidos. A suspeita foi notificada no dia 13 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Mulher, de 34 anos, moradora do Jardim Alvorada, que esteve em Nova York e Orlando, nos Estados Unidos. A suspeita foi notificada no dia 13 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Mulher, de 44 anos, moradora do Jardim São Domingos, que trabalha no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana. A suspeita foi notificada no dia 16 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Homem, piloto de avião, de 26 anos, morador da Cidade Jardim, que esteve em aeroportos. A suspeita foi notificada no dia 16 de março. Ele aguarda o resultado do exame.

Mulher, comerciante, de 52 anos, moradora do bairro Dona Judith, que esteve na 25 de Março, em São Paulo. A suspeita foi notificada no dia 16 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Criança do sexo feminino, de 2 anos, cujo bairro onde mora não foi divulgado. A criança esteve no Catar. A suspeita foi notificada no dia 17 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Homem, de 30 anos, cujo bairro onde mora não foi divulgado e que teve contato com um paciente de São Paulo com exame positivo para coronavírus. A notificação ocorreu  no dia 17 de março. Ele aguarda o resultado do exame.

Mulher, de 27 anos, cujo bairro onde mora não foi divulgado e que teve contato com um paciente de São Paulo com exame positivo para coronavírus. A notificação ocorreu no dia 18 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Mulher, de 42 anos, cujo bairro onde mora não foi divulgado. Ela esteve nos Estados Unidos. A notificação ocorreu no dia 19 de março. Ela aguarda o resultado do exame.

Homem, de 35 anos, cujo bairro onde mora não foi divulgado. Ele esteve na Itália. A notificação ocorreu no dia 20 de março. Ele aguarda o resultado do exame.

Homem, de 72 anos, morador do bairro São Jerônimo. Segundo divulgou a prefeitura nesta segunda-feira (23), ele está internado desde domingo (22) em uma ala isolada no Hospital Municipal, entubado, com quadro estável, porém, inspirando cuidados. A prefeitura não detalhou como ele teria tido contato com um suposto vírus, mas informou que ele tem histórico de doença pulmonar obstrutiva crônica. Ele aguarda o resultado do exame.

Artigos relacionados
Carregar mais por - redação
Carregar mais em Americana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Veja como fica o comércio de Americana após novo decreto

A Prefeitura de Americana publicou no início da noite desta quarta-feira (1º) um novo decr…