Quer receber as principais Notícias de Campinas e região pelo Facebook Messenger? Inscreva-se agora.

Quando alguém diz que o nosso “corpo fala” significa que a nossa condição física está conectada com as nossas emoções. Quando não somos capazes de liberar sentimentos negativos, eles podem se manifestar em forma de problemas físicos. Nesse sentido, quanto mais uma pessoa puder expressar as suas emoções, menos doente ela vai ficar. Por isso, vamos revisar alguns aspectos psicológicos das doenças mais comuns para evitar maiores problemas de saúde.

O Incrível.club sabe que é muito importante olhar para a nossa saúde física e mental, por isso queremos que você entenda um pouco mais sobre o desenvolvimento de algumas doenças psicossomáticas.

1. O medo pode causar alergias e dermatites

Alguns pesquisadores dizem que as alergias mais comuns, os eczemas, a febre e até memso a asma, podem estar relacionadas com a nossa saúde mental. É possível uma pessoa sofrer de alergias durante anos e não saber que a causa está em seus medos mais internos.

Os sintomas da asma e da dermatite, por exemplo, podem ser amenizados por meio da redução da carga de fatores psicossociais.

2. A obsessão pode indicar problemas relacionados com o peso

Os problemas com o peso podem ser causados por obsessões ou preocupações de um defeito imaginário. Isso faz com que muitas pessoas comecem a se preocupar com rugas, seios pequenos ou outras partes do corpo.

Claro que é importante cuidar do nosso corpo, mas é importante não deixar que isso vire uma obsessão, um fanatismo. Quando isso acontece, os resultados podem ser muito preocupantes.

3. Os medos e as obsessões podem causar sintomas de muitas doenças ao mesmo tempo

Uma pessoa pode começar a pensar que ela sofre de uma doença grave sem a existência de nenhum motivo para isso. Ao pensar muito a respeito, a pessoa passa inclusive a sentir os sintomas no corpo. A hipocondria ou a obsessão podem levar a isso.

Às vezes, superestimamos os problemas e focamos apenas nos sentimentos negativos, piorando a situação e fazendo com que as doenças pareçam ainda mais reais.

4. O conflito emocional e o estresse podem causar problemas digestivos

Nosso estômago é controlado por um sistema muito complexo, e o estresse pode modular os impulsos e causar reações indesejadas em nosso interior.

A inflamação do estômago e a gastrite podem ser causadas por um conflito na esfera dos sentimentos: uma incapacidade de assumir responsabilidades e de encontrar soluções para situações difíceis. Quando isso acontece, ou seja, quando não encaramos os nossos problemas internos, o nosso corpo passa a sofrer.

5. A autocrítica e os medos podem causar dores de cabeça e enxaqueca

A autocrítica, a baixa autoestima e os medos mais internos são motivos para uma pessoa se sentir preocupada e estressada o tempo todo.

Se sentir sempre humilhado e subestimado pode fazer com que seja cada vez mais difícil de se perdoar pelos nossos erros. Isso gera uma quantidade enorme de informação na nossa cabeça. Quando esperamos demais de nós mesmos muitas vezes podemos acabar com sérios problemas físicos.

6. A depressão e a ansiedade podem causar doenças cardíacas

A depressão e a ansiedade, frequentemente, são associadas com um maior risco do surgimento de doenças no coração.

Uma pessoa ansiosa e nervosa sente que seu coração bate cada vez mais rápido, o que pode desencadear em sérios problemas cardíacos.

O que fazer para evitar esses problemas

  1. Além de consultar um médico para resolver os problemas físicos, é importante ir a um psicólogo para encontrar a verdadeira raiz do problema e descobrir uma conduta adequada.
  2. A meditação da atenção plena é uma ótima solução para diminuir o estresse.

Os especialistas dizem que a atenção plena nos ajuda a aprender a mudar o foco da nossa atenção. É importante não julgar a si mesmo e não julgar as outras pessoas. Ou seja, um pouco de desconexão sempre é um bom caminho para se livrar das obsessões e dos problemas que ela traz.

O que você achou das recomendações que trouxemos nesse post? Deixe o seu comentário e compartilhe com as pessoas que você acha que deveriam conhecer essas dicas.

Ilustrado por: Sergey Raskovalov exclusivo para Incrivel.club

Artigos relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais em Saúde & Bem Estar

Deixe uma resposta

Leia também

Qualidade do ar na Região Metropolitana de SP registra melhora

Os níveis dos poluentes atmosféricos monóxido de carbono (CO) e dióxido de enxofre (SO2) r…